CLUBES
As estratégias de marketing, para aumentar as vendas dos produtos leva à criação de inúmeras iniciativas, desde a publicidade directa na TV, rádio ou imprensa, passando por degostação de produtos ou ofertas de amostras. Uma das criações destes técnicos de vendas, foi desde alguns anos para cá a formação de clubes, não só em Portugal como no estrangeiro.
Enid Blyton, por exemplo, para melhor publicitar a sua revista "Enid Blyton's Magazine", criou um clube onde chegou a ter 100 mil sócios, e para ter um maior número de vendas dos seus livros da colecção dos Cinco fundou o "Famous Five Club", assim como alguns clubes sem fins lucrativos para ajudar crianças cegas ("Sunbeams Club”) e animais doentes (“Busy Bee Club”).
Através de promoções, publicações de pequenas revistas, ofertas, jogos e concursos, faziam a respectiva publicidade à marca e ao produto, podendo também apoiar obras de caridade.
O público alvo era geralmente a camada jovem, que ao comprar, poderia juntar pontos e fazer a sua inscrição.
Em Portugal surgiu alguns clubes, após uma pequena investigação descobrimos estes. De referir que o clube Pirata teve mais de 90 mil sócios entre a década de 60 e 70. No Clube do Kangurik (1986) para os que bebiam Nesquik, eu era o sócio 3450, já no Super Clube dos Ases dos Cereais Nestlé eu era o sócio 14244.
No Clube Juvenil Verbo (1986 data da minha inscrição), que só aceitava sócios até aos 18 anos, mensalmente distribuía uma revista dedicada assuntos literários da editora, jogos e outros temas.
Pode conhecer melhor cada clube e ver algumas imagens, "clicando" no logo respectivo. (BREVE)


         
 

Se foi membro de alguns destes ou outros clubes, gostaria de conhecer a sua experiencia, escreva para o mail

Procuramos fotografias, imagens vídeo ou cinema amador (super 8mm), de actividades realizadas por estes clubes, para poder partilhar com todos que nos visitam.











Home
Home Espaço Piratas Home Voltar ao indíce do Espaço Pirata Assina o livro de visitas Home